quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Ejaculação Precoce, tem Cura?

De acordo com pesquisas realizadas, estima-se que a cada quatro brasileiros, um sofre com o problema. A ejaculação precoce é responsável por 40% das queixas encontradas nos consultórios de terapeutas sexuais.
A ejaculação precoce é caracterizada quando o homem não consegue controlar a ejaculação. Algumas vezes o pênis nem chega a enrijecer. Outras vezes o homem mantem a ereção, mas apenas por alguns minutos, começa a penetrar e logo ejacula, sentindo-se assim insatisfeito e deixando a parceira na mesma situação.
A ejaculação precoce pode ser muito comum em homens que tiveram algum tempo em abstinência, assim como, quando o encontro é entre novos parceiros e até mesmo no início da vida sexual ativa, na juventude. Já na maturidade a ejaculação precoce é diagnosticada como uma doença. A ejaculação precoce compromete a vida sexual do homem.
Sabemos que mais de 80% dos casos de ejaculação precoce, tem origem emocional. O transtorno sexual tem cura, porém requer muita atenção, para que não chegue a atingir outros males como a depressão e a disfunção erétil.
É preciso procurar ajuda assim que se suspeita que algo não está acontecendo como deveria.
É verdade que não há uma duração considerada ideal para o momento da ejaculação, pois o que conta e é indispensável é a satisfação do casal na hora da relação sexual. Identifica-se a ejaculação precoce pela percepção e insatisfação do parceiro e da própria pessoa, por ter sido mais rápido do que o esperado.
Sentimentos como o de ansiedade e culpa, se tornam uma constante quando o problema é crônico e isso pode causar dificuldades ainda maiores como a disfunção erétil e a perda de intimidade do casal.
A principal causa da ejaculação precoce é o desequilíbrio emocional masculino, seja por um simples cansaço, por insegurança e até mesmo por mágoa ou decepção com sua parceira. Assim como o nível de intimidade que existe entre os parceiros, também pode influenciar, pois um relacionamento conturbado certamente irá afetar seu desempenho sexual.
Sabe-se que os homens tem muito medo de falhar, ter sua masculinidade colocada à prova, ou de não corresponder às expectativas, o que só agrava cada vez mais a sua situação na hora de uma relação sexual.
 
 


Um comentário:

  1. Meu problema estava relacionado a ansiedade. Muito tempo foi preciso para me livrar desse mal. Sorte que encontrei o terapeuta certo e muito ajudou. O problema está, sem sombra de dúvidas, em origem de ordem emocional

    ResponderExcluir